BTemplates.com

Com tecnologia do Blogger.

Text Widget

GoPro anuncia Hero 6 Black, a câmara 360 Fusion e novas funcionalidade para o drone Karma

GoPro Hero 6 Black Após uma espera ansiosa a GoPro revelou a mais recente da sua série de Heros, a Hero 6 Black, que tendo um design se...

Seguidores

Pesquisar neste blogue

Translate

domingo, 5 de julho de 2015

Display com plasma flutuante faz com que as fadas sejam uma realidade


Sininho Consegue ver a luz em forma de Sininho em cima? Não, isto não é CGI (imagem gerada por computador, é uma imagem real e completamente tocável. Estes displays mid-air de plasma não são tão prolíficos ainda, mas também não são exatamente novos. No entanto, as luzes criadas utilizando as técnicas existentes podem queimar a pele, uma vez que cada "voxel" (um pixel em 3D) é feito aquecendo moléculas com lasers de nano-segundos. A fim de tornar isto mais seguro ao toque, uma equipa de pesquisadores da Universidade de Tsukuba, da Universidade de Utsunomiya, do Instituto de Tecnologia de Nagoya e da Universidade de Tokyo, usou lasers que disparavam plasma a poucos femtossegundos de cada vez.
Voxels1 
Um femtosegundo é um milionésimo de um bilionésimo de um segundo, enquanto que um nano-segundo é um bilionésimo de um segundo. Estes pulsos mais pequenos não conseguem nem podem danificar a pele, fazendo com que o produto final seja tocável. Além disso, os objetos podem responder em tempo real (por exemplo, um coração ou outro desenho pode ser partido em dois quando tocado), bem como emitir um feedback tátil. A este ponto, os pesquisadores só podem renderizar imagens até oito milimetros cúbicos de tamanho, com resoluções chegando aos 200,000 voxels por segundo. Estes pesquisadores esperam que esta tecnologia seja mais utilizada no futuro, mas quem sabe, este poderá ser o inicio dos hologramas interativos, ou até dos computadores táteis flutuantes como os do Tony Stark.

Em baixo poderá ver o plasma flutuante em ação:




Fonte:
engadget
Imagens retiradas de:
SPECTRUM

0 comentários:

Enviar um comentário